Categoria: carpediem

Desenvolvimento Tecnológico e Fatos Históricos no Rio de Janeiro

Com esta linha do tempo, quero ajudar o carioca e também os guias de turismo local a entenderem a evolução e expansão da cidade a partir do desenvolvimentos tecnológico mostrando como se deu o desenvolvimento do saneamento básico, do fornecimento de água, dos transportes públicos urbanos, o crescimento da população e da infraestrutura de comunicação.

1672

População

Em 1672 a cidade do Rio de Janeiro abriga 4 mil habitantes brancos e 20 mil negros africanos.

1672

1723

Aqueduto da Carioca

Foi construído para captar a água no Alto de Santa Tereza, passando pelo atual caminhamento da rua Almirante. Construção de chafarizes pela cidade. Não havia fornecimento de água nas casas. A água era carregada pelos escravos que pegavam nos chafarizes da cidade.

1723

1794

Iluminação Pública

Iluminação pública por lamparinas a óleo de baleia. Até o século XVIII, não existia iluminação pública – nos momentos de festas e comemorações, a população iluminava as fachadas das casas com as velas feitas de sebo e gordura. No século XIX, algumas cidades brasileiras passaram a ser iluminadas com lâmpadas de óleo de baleia.

1794

1808

Chegada da Família Real

1808 – Chegada da Família Real com uma corte de 15 mil pessoas em 8 de março de 1808 desembarcam no Rio, que naquela época a população do Rio de Janeiro era estimada XXX

1808

1815

Reino Unido a Portugal

O Brasil é elevado a condição de Reino Unido a Portugal e Algarves;

1815

1822

População

A população do Rio de Janeiro é de aproximadamente 100 mil habitantes

1822

1840

Fornecimento de Água

Fornecimento de água da cidade – A boa água do vintém. Sebastião da Costa Aguiar aperfeiçoou o primitivo comércio, criando uma frota de carroças com duas rodas puxadas por um burrico. As carroças levavam aos consumidores “a boa água do vintém“, proveniente da chácara daquele nome, situada no final da rua Aguiar, no Largo da Segunda Feira.

1840

1841

Primeira Obra de Saneamento

Primeira obra de saneamento da cidade – Lagoa de Santo Antônio Para melhorar o esgotamento, a Câmara realizou o alargamento da vala que sangrava a Lagoa de Santo Antônio devido as reclamações insistentes dos padres relacionadas ao mau cheiro do curtume que espalhou-se pelas redondezas. Esta pode ser considerada uma das primeiras obras de saneamento da cidade.

1841

1851

Banco do Brasil

1851 – fundação do Banco do Brasil

1851

1852

Transporte Ferroviário

Estrada de Ferro Mauá – Lançamento da pedra fundamental da E.F. Mauá, em 29 de agosto de 1852. O ato contou com a presença de Dom Pedro II e diversas outras autoridades. Foi inaugurada em abril de 1854 num percurso de 16,9 km ligando o porto Mauá no fundo da baia de Guanabara a Raiz da Serra, na direção de Petrópolis.

1852

1853

Serviço de Esgoto

Esgoto – Serviço de limpeza das casas da cidade do Rio de Janeiro e do esgoto das águas pluviais Lei nº 719 de 28/09/1853. O Governo de D. Pedro II contrata o “Serviço de limpeza das casas da cidade do Rio de Janeiro e do esgoto das águas pluviais, com João Frederico Russel.

1853

1854

Iluminação a Gás

Iluminação pública por lamparinas a gás – Os investidores só começaram a subscreveram as ações da Companhia de Iluminação a Gás quando os primeiros lampiões, no centro da cidade, foram acessos, surpreendendo a população (25 de Março de 1854). Posteriormente, premido por dificuldades financeiras, Mauá cedeu os seus direitos de exploração a uma empresa de capital britânico, mediante 1,2 milhão de Libras esterlinas e de ações no valor de 3.600 contos de réis.

1854

1857

Esgoto

1857 – Contrato para esgotar as ruas e os prédios da área central da cidade – Contrato de 25/04/1857, aprovado pelo Decreto nº 1929 de 26/04/1857, assinado por João Frederico Russel e Joaquim Pereira de Vianna de Lima Junior – ficaram os contratantes com o privilégio de esgotar as ruas e os prédios da área central da cidade, com cerca de 4,24 km².

1857

1859

Transporte Público

Transportes: Bonde puxado por animais – Na metade do século XIX, os primeiros bondes eram impulsionados por tração animal. Burros de carga eram utilizados à frente do veículo, que, em média, tinha capacidade para 16 pessoas. Os primeiros bondes começaram a circular em 1859. A inauguração oficial deste veículo contou com a presença de D. Pedro II e sua esposa D. Teresa Cristina. Essa linha inaugural ligava o Largo do Rocio (atual Praça de Tiradentes) a um local perto da atual Usina, na Tijuca, num trajeto de 7 km de comprimento. Seu concessionário Thomas Cockrane pediu falência em 1866.

1859

1862

Transporte Público

Transportes: Bonde a vapor. No ano 1862, a primeira grande mudança. Mudança que não durou muito tempo. A força animal foi substituída pelo vapor, mas essa iniciativa não vingou. Três anos depois a companhia de bondes foi a falência e a tração animal voltou a servir de motor.

1862

1863

Fundação

1863 – The Rio de Janeiro City Improvements Company Limited. O contrato de 1857 admitiu a constituição de uma empresa fora do país, com capitais estrangeiros (ingleses), a The Rio de Janeiro City Improvements Company Limited, conhecida depois como City, para a qual o contrato de Russel e Lima Junior foi transferido, em maio de 1863.

1863

1864

Abastecimento de Água

1864 – Estação Elevatória e de Tratamento do 3º Distrito Fevereiro de 1864 – inaugurada a Estação Elevatória e de Tratamento do 3º Distrito, para esgotar inicialmente 1.200 casas, das 14.600 existentes na área do mesmo. A solenidade de inauguração contou com a presença do próprio Imperador D. Pedro II e do seu Ministro de Obras Públicas.

1864

1868

Bonde

1868 – a Botanical Garden Company – inaugurou a primeira linha ligando a Rua Gonçalves Dias ao Largo do Machado.

1868

1872

Primeiro Censo

1872 – Primeiro Censo do Brasil – Censo Geral do Império (1872): o primeiro da história do Brasil – por este censo a cidade do Rio possuía 235.381 habitantes, onde residiam 154.649 livres e libertos e 36.352 escravos;

1872

1872

Telégrafo

1872 – Comunicação: telégrafo – A primeira ligação internacional por cabo submarino deveu-se à iniciativa de Irineu Evangelista de Souza, que pelo Decreto nº 5.058 de 16 de agosto de 1872, obteve o privilégio, por 20 anos, para lançar cabos submarinos e explorar a telegrafia elétrica entre o Brasil e a Europa.

1872

1874

Lançamento do Cabo Submarino

De Copacabana , em junho de 1874, o Brasil passa a ser ligado à Europa por esse cabo submarino”,??

1874

1876

Abastecimento de Água

1876 – Construção da rede de abastecimento de água em domicílio – o Governo Imperial, com o engenheiro Antonio Gabrielli iniciou a construção da rede de abastecimento de água em domicílio e, assim, foi possível a “abolição do antigo barril carregado à cabeça e das incômodas e imundas bicas das esquinas”. Já se cogitava a medição da água iniciados os serviços de canalização de água para os prédios. Dois anos depois haviam 8.000 prédios abastecidos.

1876

1877

Primeiro Telefone

1877 – Primeiro Telefone do Brasil – O Imperador D. Pedro II costumava viajar ao exterior. Numa destas vezes, visitou uma exposição industrial nos Estados Unidos e se empolgou com o invento de Alexandre Graham Bell, naquele tempo, um jovem desconhecido. Depois de aprender o manejo do novo aparelho e de verificar sua importância, tratou de introduzi-lo no Brasil.

1877

1897

Primeira Linha Telefônica

1879 – No dia 29 de novembro de 1879, foi então inaugurada a primeira linha telefônica no Brasil com a instalação de um telefone no Palácio de São Cristovão, no Rio de Janeiro. Embora já fosse um grande acontecimento para a época, os primeiros telefones não faziam uma ligação rápida ou bem audível. Eram feitas por meio de uma manivela movida a mão e muito demoradas. As chuvas quase sempre interrompiam as ligações.

1897

1884

Energia Elétrica

1884 – os cariocas vibram com a experiência da luz elétrica a cidade. A Companhia de Força e Luz atesta o sistema de iluminação por acumuladores de energia.

1884

1885

Hipódromo

1885 – é inaugurado o Derby Club em São Cristóvão. As corridas de cavalo estão em moda na Europa. O local depois, foi onde foi construído o estádio do Maracanã.

1885

1888

Primeiro Jardim Zoológico do Brasil

Primeiro jardim zoológico, o Zoológico de Vila Isabel do Barão de Drumond; é ele que sem querer inventa o Jogo do Bicho.

1888

1888

Abolição

Em 13 de maio a Princesa Isabel assina a Lei Aúrea. Camélias são distribuídas pelas ruas.

1888

1889

Último Baile do Império

Em 9 de novembro, realiza-se um baile em homenagem a militares chilenos, na Ilha Fiscal, na Bahia da Guanabara, que ficou conhecido como o Ultimo Baile do Império.

1889

1889

República

15 de novembro – a Proclamação da República

1889

1890

Censo

1890 – O Primeiro Recenseamento da República

1890

1892

Bonde Elétrico

1892 – Transporte público por Bonde Elétrico – Coube, então, à The Botanical Garden Railroad Company a honra de, em oito de outubro de 1892, fazer circular pela linha do Flamengo o primeiro bonde elétrico da América Latina.

Quanto ao transporte individual, continuavam a circular os carros de praça, os tílburis de um só lugar, as caleches e para as ocasiões de luxo, os cupês.Os ricos usavam o cupêde passeio, a vitória, a caleche ou o Landau. Muito em breve esses meios de transporte seriam suplantados pelos automóveis, cujos primeiros exemplares começavam a circular pelas ruas da cidade

1892

1892

Primeiro Túnel

É aberto o Primeiro Túnel da cidade – Túnel Velho, inaugurado no dia 6 de julho de 1892, em cerimônia prestigiada pelo marechal Floriano Peixoto, então vice-presidente da república, em pouco tempo a linha do bonde era ampliada em direção à ponta do Leme e à ponta de Copacabana, permitindo a comercialização dos loteamentos. Essa data é, por essa razão, considerada por muitos como a de fundação do bairro de Copacabana.

1892

1892

Confete e Serpentina

1892 – importado da Espanha, o confete e a serpentina chegam a cidade e são ingredientes do Carnaval que neste momento eram desfiles de cordões e cortejos.

1892

1894

Futebol

1894 – Chega ao Brasil o Futebol pelas mãos do inglês Charles Miller.

1894

1894

Confeitaria Colombo

1894 – Inaugurada a Confeitaria Colombo em 17 de setembro por Manuel Lebrão.

1894

1896

A Sétima Arte

1896 – Foi em 8 de julho de 1896, às 14h, no número 57 da Rua do Ouvidor, reduto das novidades urbanas no centro do Rio de Janeiro. Foram exibidas as famosas fitas inaugurais dos irmãos Lumière, com um trem chegando à estação e trabalhadores saindo de uma fábrica. Esta primeira sessão de cinema ocorre na capital com um filme de cinco minutos. Jornalista e literatos contam espantados , os efeitos do movimento das imagens e predizem o futuro do cinema.

1896

1897

Primeiro Cinema

1897 – em 32 de julho Paschoal Segretto , seu irmão e outros companheiros, criam a primeira sala de cinema de exibição permanente do país na Rua do Ouvidor.

1897

1900

Primeiros Carros

1900 – Transportes – primeiro Carro – em 24 de janeiro de 1930, uma reportagem no GLOBO relembrou a história dos primeiros automóveis no Rio. Citou o “tricyclo” a vapor de Patrocínio bem como “o primeiro carro de quatro rodas e com motor a explosão, movido a gasolina”, chegado aqui em 1900.

1900

1905

Asfalto

1905 – o asfalto é a nova marca do progresso, chega a algumas ruas da cidade.

1905

1905

Light

1905 – The Rio de Janeiro Tramway Light and Power Company, recebe em setembro a concessão para o fornecimento de energia elétrica .

1905

1906

O Avião

1906 – em 23 de outubro, Santos Dumont foi o primeiro a decolar a bordo de um avião impulsionado por um motor a gasolina. Voou cerca de sessenta metros a uma altura de dois a três metros com o 14 – Bis, em Paris.

1906

1908

Ônibus

Transporte público por Ônibus – em 1908, surge a primeira linha de ônibus movido a combustão do Brasil, por iniciativa de Octavio da Rocha Miranda, ligando o Passeio Público à Praça Mauá, dois anos depois, a população da cidade ultrapassa os 900.000 habitantes e faz os veículos de tração animal cair em desuso. No ano de 1908, foi introduzido o primeiro serviço regular de ônibus a gasolina do Brasil. Em comemoração aos 100 anos da abertura dos portos por D. João VI, foi realizada na Praia Vermelha a Exposição Nacional. O empresário Otávio da Rocha Miranda obteve então da prefeitura uma concessão para a implantação, em caráter provisório, de uma linha de auto-ônibus que circulava ao longo da avenida Central, hoje Rio Branco. Os veículos também realizavam viagens extraordinárias do centro da cidade até o local da Exposição, na Praia Vermelha. A mecânica desses carros era do fabricante Daimler, e a carroceria de origem francesa.

1908

1910

Iluminação Pública Elétrica

1910 – Iluminação pública elétrica – A cidade de Campos, no Rio de Janeiro, foi a primeira cidade a ter luz elétrica nas ruas, em virtude da presença de uma usina termoelétrica, desde 1883. O Rio de Janeiro não foi a primeira cidade brasileira a fazer uso da energia elétrica para a iluminação. Amplamente servida de luz a gás desde meados do século XIX, pela iniciativa de Irineu Evangelista de Souza – o Barão de Mauá -, a cidade do Rio de Janeiro detinha uma vasta e custosa rede de distribuição subterrânea de gás para o abastecimento público e privado e não havia interesse econômico nem político para a difusão da rede elétrica. A República que se instaura em 1889, só deixa de viabilizar a iluminação elétrica da capital brasileira com a reforma urbana de Pereira Passos iniciada em 1904. As obras na cidade permitiram a passagem subterrânea de tubulação elétrica pela SAG, iniciativa pública que favorece o interesse privado, como comumente acontece nos dias de hoje. ORio de Janeiro passa, então, a fazer uso tanto do gás como da eletricidade para sua iluminação, utilizando esse sistema misto até mesmo quando a The Rio de Janeiro TramwayLight and Power Company Limited compra a SAG em 1910, ganhando, com isso, o direito de explorar a energia elétrica para fins de iluminação.

1910

1912

Pão de Açúcar

À inauguração do bondinho do Pão de Açúcar, em 27 de outubro de 1912, o teleférico só subia da Praia Vermelha até o morro da Urca. Três meses depois, em 18 de janeiro de 1913, já ia até o alto do Pão de Açúcar.

1912

1916

Primeiro Samba

1916 – registrado o primeiro samba “Pelo Telefone” de Donga, Pixinguinha e João da Baiana; Pelo Telefone é considerado o primeiro samba a ser gravado no Brasil segundo a maioria dos autores, a partir dos registros existentes na Biblioteca Nacional

1916

1920

Primeira Universidade

1920 – Primeira Universidade do Brasil – Universidade do Rio de Janeiro.

1920

1920

Cinelândia

1920 – a praça foi apelidada carinhosamente de Cinelândia, lugar que abrigou a nova mania de cinemas: Cinemas Odeon, Império e Glória.

1920

1922

O Rádio

1922 – A primeira transmissão oficial radiofônica do Brasil aconteceu em 7 de setembro de 1922, no Rio de Janeiro, com o presidente Epitácio Pessoa, em comemoração ao centenário da Independência do Brasil. No ano seguinte foi fundada por Roquette-Pinto e Henry Morize a primeira emissora de rádio do país: a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro.

1922

1931

Cristo Redentor

1931 – inaugurada a Estátua do Cristo Redentor em 12 de outubro.

1931

1951

Abastecimento de Água do Guandú

1951 – Abastecimento de água – Manancial do rio Guandú – Iniciou-se um planejamento para suprir as necessidades de água até 1970 e o manancial escolhido foi o rio Guandu, com uma capacidade de 1,2 milhões de litros por dia.

1951

1951

Primeira Televisão

1951 – Primeira Televisão no Rio – A televisão no Brasil tem início comercialmente em 18 de setembro de 1950, quando foi inaugurada a TV Tupi em São Paulo, com equipamentos trazidos por Assis Chateaubriand, fundando assim o primeiro canal de televisão no país. Quatro meses depois, em 20 de janeiro de 1951, entra no ar a TV Tupi Rio de Janeiro.

1951

1953

Barcas

1953 – Transportes público das Barcas – O transporte pelas barcas na Baía de Guanabara era controlado por empresas privadas desde meados do século XIX. A partir de 1953, as

1953

1960

Avião

1960 – Transportes Avião – o YC-95 Bandeirante é um dos mais marcantes para a história da aeronáutica brasileira. O primeiro voo aconteceu no dia 28 de outubro de 1968 após110 mil horas de trabalho que contou com cerca de 300 pessoas ao longo de três anos e quatro meses. No ano seguinte, a Embraer seria criada para fabricar a aeronave em série.

1960

1975

CEDAE

1975 – Criação da CEDAE – Criada a CEDAE, como sociedade de economia mista, em 1º de agosto de 1975, com base na autorização dada pelo decreto-lei nº 39 de 24 de março de 1975, absorvendo a CEDAG, a ESAG e a SANERJ.

1975

1977

Metrô

1977- Transporte público – o Metrô

1977

1988

Internet Discada

Comunicação: internet discada. A internet no Brasil iniciou-se em setembro de 1988 quando no Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), localizado no Riode Janeiro, conseguiu acesso à Bitnet, através de uma conexão de 9 600 bits por segundo estabelecida com a Universidade de Maryland.

1988

2004

Internet

Comunicação: Internet 3G – A primeira operadora a oferecer 3G no Brasil foi a Vivo em 2004 com a tecnologia Evolution-Data Optimized ou CDMA 1X-EVDO que atinge velocidades de até 2 Mbps. No entanto, a cobertura ficou limitada a poucas cidades, nas quais muitas possuíam cobertura parcial (algumas regiões de cada município).

2004

2012

Internet

Comunicação: Internet 4G . A primeira capital brasileira a utilizar comercialmente a tecnologia 4G foi a cidade de Recife, no final do ano de 2012 e logo a seguir, em fevereiro de 2013, Curitiba foi a primeira cidade do sul do Brasil a receber esta tecnologia de internet móvel.

2012

2016

Veículo Leve sobre Trilho – VLT

Transporte público VLT – “O Bonde moderno” – o VLT Carioca é uma rede de veículos leves sobre trilhos que percorre o Centro e o Porto da cidade do Rio de Janeiro, conectando todas as demais redes de transporte metropolitano – metrô, trens, ônibus, barcas e teleférico – além de aeroporto, rodoviária e terminal de cruzeiros – início de funcionamento: 5 de junho de 2016

2016

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.