Categoria: carpediem

A Chave da Cidade

Você já se perguntou de onde vem esta tradição?

Durante a Idade Média, as cidades eram fortificadas e trancadas. E somente um pessoa de grande confiança do Rei  era detentora das chaves da cidade.  Quando alguém era uma pessoa de muito prestígio naquela cidade, ela recebia como grande honraria as chaves da cidade. Daí é que vem a tradição de homenagear pessoas ilustres com a entrega das chaves da cidade.

O Papa recebeu de Eduardo Paes a chave da cidade (Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo)

O ato simbólico até hoje de “dar as chaves de uma cidade” a uma pessoa, representa um alto galardão destinado a distinguir personalidades que, pelo seu prestígio, ou por uma determinada ação, tenham colocado o nome da cidade no topo do mundo. Essa prática tem um significado simbólico, uma vez que a chave simboliza a liberdade do destinatário de entrar e sair da cidade à vontade, como um sinal de confiança dos moradores da cidade àquela pessoa.

A cerimonia que no Rio de Janeiro, também ocorre no Carnaval, quando o Prefeito entrega simbolicamente as chaves da cidade para o Rei Momo, faz parte de uma das tradições da cultura popular brasileira, junto com a escolha do cortejo real para animar o carnaval.

Foto de Mauro Pimentel / VEJA.com

Mas o que isso significa? Simbolicamente indica que durante os quatro dias de folia  é ele quem irá governar a cidade. O Rei Momo é um personagem da mitologia grega que se tornou um símbolo do carnaval. É quem comanda a folia. Possui uma personalidade zombeteira, delirante e sarcástica. Filho do sono e da noite, acabou expulso do Olimpo – morada dos deuses – porque tinha como diversão ridicularizar as outras divindades. Momo era gordo para simbolizar fartura e a abundância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *